Saint Seiya X

Ir em baixo

Saint Seiya X

Mensagem por Hibiki em Ter Jun 26, 2012 2:04 pm

Só lembrem que esta fic não é só minha.
Eu tive a ajuda de meu amigo Sparking.
E não terá inscrições. Porque agente posta em outro fórum, eu só copiei para cá e.e'.
avatar
Hibiki

Mensagens : 94
Data de inscrição : 11/08/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Saint Seiya X

Mensagem por Hibiki em Ter Jun 26, 2012 2:10 pm

Takezo. Um dia Takezo foi levado ao santuário dos cavaleiros de Atena, devido a seu grande cosmo. Eu nem entendia o que era cosmo, Takezo sempre me falava coisas sobre cosmo, mas eu nunca entendi de verdade. Algumas coisas inseperadas aconteceram no dia de hoje comigo, e estes acontecimentos me fizeram pensar: "O que é o cosmo?".

Cápitulo #1 - Cosmo!



Vilarejo Solieu
Um garoto sai de sua casa.
- Mãe, eu estou saindo! - Exclama um garoto de cabelos e olhos castanhos-avermelhados, com um sorriso no rosto, enquanto sai de sua casa pela porta da frente, a porta era de madeira fraca e indicava uma família pobre assim como todos do vilarejo.
O garoto sai de sua pobre casa, e vaga pelo vilarejo, sem nada de interessante a fazer.
Logo o rapaz se assusta com uma imagem bizarra que vê no pasto de uma senhora.
Várias cabras e ovelhas desmembradas, e uma carnificina de sangue no chão, até as entranhas dos animais estavam derramadas.
- Novamente isto... Semana passada algo matou todas as plantações do vilarejo... E agora os animais?! - Pensa o garoto com expressão assustada e pensativa.
- Meu deus! Minhas pobres ovelhas. Maldito coiote assassino! - Retrucava uma velha perto de seus animais mortos.
- Mas isto não pode simplesmente ter sido um coiote... Se fosse um, ele comeria os restos. Mas apenas fizeram uma carnificina. - Pensava o garoto com uma face pensativa e curiosa.
Arena Desconhecida
Várias pessoas observavam uma batalha das arquibancadas deste grande coliseu. A luta era entre um enorme homem, e um rapaz de estatura, digamos normal.
- O que te faz pensar que conseguirá me vencer, e receber a armadura de Órion, moleque? - Pergunta ironicamente, o grande homem, com um olhar feroz fixado ao rapaz.
- Nada em especial... Eu apenas não perderia para um enorme idiota feito você... - Responde o rapaz com um olhar rápido e perspicaz.
- Ora, seu fedelho desgraçado! Morrerá perante o grande Jemmes, o futuro dono da armadura de Órion! - Exclama o grandalhão, que se joga no rapaz, alvejando um possível golpe.
Enquanto o grandalhão estava no ar, o jovem garoto se movimenta rapidamente, deixando apenas um rastro de poeira no chão.
- O que? Onde o fedelho foi parar? - Se pergunta o grande Jemmes, procurando por todos os lugares, onde seu pequeno oponente estava.
- Ei, grandalhão. Eu estou bem aqui. - A voz calma do garoto vinha de cima de Jemmes, o grande homem surpreso olha acima, o que foi um erro gravíssimo. Pois em seu primeiro movimento de olhar acima, o rapaz desfere um forte soco contra o homem, forçando a cabeça de Jemmes até o chão. Com o impacto que acontece entre o corpo do gigante e o solo, todas as placas do piso da arena imediatamente se destroem, formando uma grande cratera de terra.
Logo que o juíz da batalha vai observar, Jemmes estava desacordado, e com várias faíscas negras em seu corpo.
O garoto logo saia de lá com um pingente de aço, em que residia um pequeno cristal de coloração roxa.
- O-o vencedor é... Takezo! - Exclamava o juíz um pouco impressionado e assustado com as habilidades do garoto.
Vilarejo Solieu
Já estava anoitecendo.
- Mãe, já estou indo. - Fala o garoto de cabelos castanhos-avermelhados saindo de sua casa, a explicação, é porque hoje é seu dia de guarda na vila.
- Até mais, Shin! - Disse sua mãe de dentro da casa
O garoto dirige- se ao portão do vilarejo e sobe no observatorio.
- É um saco ter que ficar aqui de guarda... dá até um sono... - Retruca o garoto que pega no sono, e dorme ali mesmo.
Floresta Solieu
Um bando de sombras negras pulava de árvore em árvore em extrema velocidade, no meio das sombras negras uma sombra de cor dourada acompanhava as sombras negras.
Um grupo de três sombras negras diminui o ritmo, revelando suas armaduras negras com estranhas duas faces uma de cada lado do elmo das armaduras.
- Agora! - Gritou uma das sombras.
As três sombras brilharam e suas armaduras negras voaram pelos ares e então as sombras revelaram suas armaduras nas cores: azul, laranja e verde, e então investiram contra a sombra dourada atacando-a. A sombra dourada nem mesmo parou, apenas fez um movimento com a mão e diversas estacas de energia perfuram os três.
As sombras negras e a dourada continuam seu caminho como se nada tivesse acontecido.
Vilarejo Solieu
Em meio a seu sono, Shin escuta um barulho esquisito nas árvores. Mas não era um esquilo ou um urso, era diferente, então o menino pulou rapidamente da cadeira em que estava, é num rápido jogo de olhares ele observa desde o vilarejo até onde era possivel se ver dentro da floresta, mas o que se via não era muita coisa, devido ao escuro absoluto que lá residia.
- Quem está aí? - Pergunta o garoto gritando, tentando esconder seu evidente medo.
Mas nada responde a pergunta do garoto, mas algo parecia estranho. Na hora exata que ele gritou, o barulho parou, como se a coisa se detivesse, ou estivesse com medo de ser descoberta.
- O que diabos está acontecendo? - Pensa o garoto ainda assustado. Quando resolve gritar mais uma vez. - Eu perguntei quem está aí droga!!!
Mas ninguém responde, e novamente o barulho não se repete.
- Deve ser paranóia minha... não tem nada nestas florestas, eu vou voltar a dormir e... - O rapaz é violentamente interrompido por uma sombra dourada que passa acima do portão do vilarejo, passando bem ao lado do rapaz, que mal o segue com seus olhos, com seu movimento a sombra deixa apenas um rastro de poeira, logo que pousa no chão corre em direção ao centro da vila.
- Deve ser a coisa que anda estragando as plantações e matando os animais do vilarejo... - Pensa consigo o garoto. - Não vou deixar que fuja! - Grita o garoto, pulando do observatório, logo que pousa no chão persegue a sombra dourada.
- Ei! Me espera desgraçado! - Gritava o garoto enquanto corria atrás da sombra dourada.
Shin passa por uma casa, e ao olhar ao lado vê uma cena macabra: todos os aldeões mortos, com a barriga aberta, e pendurados de ponta cabeça.
-Isso... é mentira... - O garoto abalado começa a andar para trás e cai de joelhos. - Só pode ter sido aquela sombra... - Logo o garoto observa que a sombra se dirige ao local que os ançiões diziam ser sagrado onde está localizado um valioso tesouro.
O garoto segue a sombra até o local sagrado, era uma sala subterrânea, com um pedestal. Neste pedestal, residia uma caixa de pedra, que tinha nela desenhos de um cavalo alado.
- Ei esse é um local sagrado! - Grita o garoto enquanto corria para cima da sombra dourada que apenas coloca uma das mãos afrente e Shin e rebatido e bate de costas na parede. - Droga... - Fala Shin se levantando com muita dificuldade.
- Você é bem resistente... Shin... - Diz a sombra dourada, agora virada na direção de Shin - Era para seu corpo ser despedaçado.
O garoto Shin se recompôs.
- Como você sabe o meu nome? E Quem é você? - Diz o garoto com um olhar duvidoso e pensador.
A sombra dourada começou a se materializar ate tomar a forma de uma armadura dourada com dois rosto dos dois lados do elmo e no meio um buraco, o que havia dentro dele era uma forma maciça de energia.
- Não precisas saber meu nome... eu realmente o admiro por não ter morrido com meu golpe. Mas desta vez... será diferente! - Exclamara a armadura, que estende sua mão á direção de Shin, da palma da mão daquela armadura de rosto vazio, é lançado um projétil de energia invisivel, que vai á direção de Shin.
- Droga. Droga. Droga. Droga. - O rapaz se desespera com a situação, e o projétil chega muito perto dele, mas como um raio, algo vai á frente de Shin, e para o projétil com as duas mãos.
A armadura e o jovem Shin se surpreendem.
- Este é... - Pensa a armadura que á deduzir pela voz, pareçe estar surpresa.
- Uma armadura! - Pensa Shin com uma expressão surpresa e aliviada, percebendo a armadura na pessoa.
Quem interferiu o ataque, era um garoto de cabelos negros e bagunçados, estatura alta, e vestia uma armadura esbranquiçada, com detalhes de cristáis roxos, em seus braços e peito, percebia-se que ele utilizava um longo cachecol de tecido fino e branco.
- Deixa que eu cuido deste aqui. Shin, você deve fugir. - O rapaz de armadura branca, mal chegará e já sabia o nome de Shin, ele pareçia realmente confiante em combater aquela " coisa" .
"Que dia mais estranho... outro cara que me conhece..." Pensa Shin assustado com a situação.
- Não vou deixar que interfira! - Grita a armadura, que com um estalar de dedos, invoca das sombras, vários guerreiros com armaduras negras, de duas faces no elmo, eles eram cerca de dezessete. Após invoca-los, a armadura corre até a caixa de armadura e a pega e então corre em direção a saída do local.
- Droga... - O garoto de cachecol analisa a complexidade da batalha a ser travada, e pede a ajuda de Shin. - Shin, eu cuido destes Shades. Você deve deter a armadura dourada!
- Shades?! - Pergunta o rapaz assustado.
- Depois eu explico o que eles são! Agora você deve parar aquela armadura! - Responde o garoto de cachecol, enquanto investe contra os " Shades" , socando o elmo de um deles.
- Eu não conseguirei! - Grita Shin totalmente dominado pelo medo.
Então o garoto de cachecol responde: - Você conseguirá. Eu confio em você.
Shin Pov On
Naquele momento, tudo parou em minha visão. Eu só percebia aquele garoto olhando a meus olhos. Eu tinha que faze-lo. Pois aquele olhar que eu tinha certeza de já ter visto antes, aquele olhar estava a confiar em mim.
Shin Pov Off
- Tem razão. Eu tenho de tentar. - Fala o garoto que calmamente se recompõe e levanta, seu olhar era totalmente diferente do visto até agora. Ele com certeza havia retirado todo o medo que residia em seu puro coração. Logo sem fazer barulho algum, Shin corre até onde a armadura estara a ir.
- Ele finalmente despertou... que bom. - Pensa o garoto de cachecol, ainda lutando com os "Shades", porém com um sorriso no rosto.
A armadura para perto da saída da vila e coloca a urna no chão e a observa.
- Finalmente consegui! A armadura de pégaso! - Fala a armadura, observando a caixa da armadura.
- Espera desgraçado! - A voz de Shin ecoava na sala onde estava a armadura, logo se via o garoto correndo até lá.
- Pensava ter me livrado de você. - Fala a armadura que observa o garoto.
O garoto para de correr e fica frente a frente com a armadura.
- O que são estes olhos? É basicamente como se seus olhos afirmassem uma vitória. Onde está o garoto medroso de dois minutos atrás? - Pensa a armadura dourada, observando o confiante garoto.
- Não vou permitir que roube o tesouro que minha aldeia protegeu durante todos estes longos anos! - Grita o garoto, com um olhar furioso.
- E quem é você para me impedir? Moleque insolente!!! - Grita a armadura, que estende a mão esquerda em direção ao garoto, logo outro projétil invisível é lançado.
O projétil atinge em cheio o garoto, que cai no chão.
- Minha energia... ainda não acabou. - Shin se recompõe lentamente.
- Maldito fedelho! - Grita a armadura, expelindo um projétil de energia ainda maior.
Novamente Shin cai no chão, desta vez sangue desce por sua testa.
- Ainda não... - Shin se levanta ainda muito lentamente.
- Este moleque desgraçado... está resistindo a todos os meus ataques! - Pensa a armadura, já começando a se deseperar.
- Eu fiz uma promessa. Eu prometi que iria proteger a armadura de pégaso!!! - O garoto levanta-se e grita aos céus, logo uma espécie de luz azul-celeste explode no corpo de Shin.
- Isto é... - A armadura surpreende-se.
Logo a caixa da armadura de pégaso, começa a brilhar na mesma cor que Shin.
- A armadura... esta respondendo ao cosmo do fedelho! - Pensa a armadura surpresa.
A caixa de pégaso abre-se e dela uma grande luz sai, e ao chegar ao alto toma a forma de uma armadura, a armadura de pégaso.
- A armadura de pégaso... - Fala Shin, um pouco surpreso.
A armadura de pégaso fica frente a frente com Shin, e ambos apareçem numa espécie de vacúo no universo, a armadura se transfigura em feixes de luz, que atingem em ordem cronológica: os braços, as pernas, as costas e peitoral e por fim a testa de Shin, formando a armadura de pégaso. Shin soca o ar duas vezes, e por fim soca sua própria mão, assim a armadura está completa.
- Como esse moleque conseguiu? - Pergunta-se a armadura dourada, em surpresa.
- Que sensação estranha é esta? - Pergunta-se Shin olhando cada parte de seu corpo.
Então uma voz reage na mente de Shin falando: "Isto que você está sentindo, é a manifestação de energia no coração e corpo de um ser que é originalmente formado por atomos. Isto é o cosmo."
- Cosmo... aquilo que o Takezo me contava... - Fala Shin ainda olhando seu corpo.
- Como pode? Este mero moleque... - Fala a armadura dourada com uma entonação de voz furiosa.
"Shin. Eleve seu cosmo" - Exclama a voz na mente de Shin.
- Elevar o meu cosmo?! - Shin pareçe não entender o assunto abordado pela voz em sua mente. Mas após pensar alguns segundos ele responde - Pode deixar. Vou eleva-lo até o infinito!!
Shin desliza seus braços pelo ar, e um grande cosmo azul-celeste emana do mesmo, e então ele desfere um soco poderoso contra o ar, deste soco saem pequenas rajadas de cosmo azul-celeste em forma de meteoritos, que vão em direção á armadura dourada.
Os meteoritos cósmicos atingem em cheio a armadura dourada.
Uma grande cortina de fumaça se ergue sobre a armadura, mas a mesma disperça a fumaça com um bater de sua capa. A armadura não tinha nenhum dano aparente, mas olhando na palma de sua mão, via-se uma miniscula rachadura.
- Maldito fedelho! - Pensa a armadura com ódio pelo dano a si feito.
Shin enquanto isto, arfa de cansaço, e abaixa lentamente seu punho, que ainda apresentava energia cósmica.
- Venha, armadura velha! Vou acabar com você antes mesmo que percebas! - Exclama Shin, com um olhar confiante perante seu oponente.
- Vou mata-lo... moleque desgraçado... - Fala a armadura prendendo a voz devido a quantitade de ódio que tinha neste momento.
Ambos encaram um ao outro, sendo Shin em posição de batalha e a armadura em posição ereta enquanto observa a palma de sua mão rachada.
- Você não terá a armadura!!! - Grita Shin se preparando para atacar novamente, concentra a energia na mão, mas desta vez a energia esta muito mais densa, forte e brilhante - Toma isso...
- Não pode ser... maldito Seiya!
- METEORO DE PÉGASO!!! - Grita Shin com uma estranha voz dupla, ao fundo apareceu uma sombra também dourada que usava uma armadura dourada com asas e uma cesta cheia de flechas se prendiam em suas costas.
Novamente os feixes de luz, desta vez muito mais fortes, foram disparados e mandados diretamente contra a armadura dourada, fazendo novamente uma cortina de fumaça.
A fumaça baixou e a tudo que se via era a armadura dourada despedaçada com exceção da mascara, mas seu cabelo azul estava a mostra.
- Como... - disse a armadura dourada perplexa - Eu vou me vingar... - Disse a armadura dourada enquanto se transformava em um raio dourado que subiu aos céus e desapareceu.
- Eu consegui... - falou Shin que desmaia de cansaço.
Já conseguia-se avistar o garoto de cahcecol correndo em direção a Shin, o mesmo parou e ajoelhou-se ao lado de Shin.



No próximo episódio:
Shin finalmente descobre a identidade do garoto que vestia a armadura branca. Então este garoto decide levar Shin á escola onde o mesmo estudou para se tornar um cavaleiro, a Palaestra. Lá Shin conhece Akizuki um garoto que é capaz de controlar o fogo, e Giovanna que pode controlar o vento. Como eles são capazes disto?
O próximo episódio de Saint Seiya X: Palaestra!
Você já sentiu o cosmo?

Dados de Personagens[/color]

Shin Kanzato
Nome: Shin Kanzato
Idade: 13 Anos
Local de Nascimento: Japão
Tipo Sanguíneo: O Negativo
Elemento: Hikari
Altura: 1,65
Peso: 43kg
Área de Treinamento: Ruins
Armadura: Pégaso

Galeria de Shin:


Shin Kanzato


A primeira vez em que Shin veste sua armadura.


Metero de pégaso !!!
avatar
Hibiki

Mensagens : 94
Data de inscrição : 11/08/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Saint Seiya X

Mensagem por AlvissX em Qua Jun 27, 2012 8:44 pm

Fic criativa adorei
avatar
AlvissX

Mensagens : 40
Data de inscrição : 31/01/2012
Idade : 20
Localização : em algum canto no universo

Ver perfil do usuário http://pokemonbattlecontest.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Saint Seiya X

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum